Reduced-impact Logging has Little Effect on Temporal Activity of Frugivorous Bats (Chiroptera) in Lowland Amazonia

$48.00 plus tax (Refund Policy)

Download / Buy Article:

Abstract:

ABSTRACT Reduced-impact logging (RIL) represents a viable option for sustainable use of Neotropical lowland forests while minimizing negative effects on local biodiversity. Many Neotropical bats of the family Phyllostomidae provide ecosystem services associated with pollination and seed dispersal that promote the regeneration of disturbed areas; therefore, effects of RIL on these species is of particular concern. We determined patterns of temporal activity, degree of temporal overlap of activity, and dispersion in peaks of activity for seven abundant species of frugivorous bat in Tapajós National Forest, Pará, Brazil. In addition, we evaluated the effects of RIL at a harvest level of 18.7 m/ha and habitat physiognomy on temporal patterns of activity for these species. Bats were surveyed for four nights at each of 96 sites for a total sampling effort of 64,512 net-m-h. Sites were distributed among four experimental blocks, two blocks of unlogged forest and two blocks of forest subjected to RIL. Half of the sites in each management type were in forest gaps and half were in closed-canopy forest. In general, species exhibited similar patterns of activity, and greater than expected temporal overlap in activity among species. RIL and forest physiognomy had little effect on activity patterns of species. RIL in Amazonia removes fewer trees than do naturally occurring treefalls and such changes in habitat structure do not alter activity patterns of frugivorous bats. Evidence suggests that RIL does not have an appreciable adverse effect on frugivorous bats in Amazonia.

Portuguese
RESUMO

A exploração madeireira de impacto reduzido é uma opção viável para o uso sustentável de florestas de planícies tropicais, ao passo em que também minimizam os efeitos sobre a biodiversidade local e processos ecossistêmicos. Avaliações dos efeitos de regimes de derrubada de árvores geralmente se baseiam em respostas em nível populacional ou de comunidades e ignoram respostas comportamentais que podem ter consequências críticas em processos ecossistêmicos locais. Muitos dos morcegos neotropicais filostomídeos proporcionam serviços ecossistêmicos associados à polinização e dispersão de sementes, que promovem regeneração de áreas degradadas. Por esse motivo, os efeitos da exploração madeireira de impacto reduzido, sobre essas espécies, devem ter sua importância considerada. Nós avaliamos padrões temporais de atividade, grau de sobreposição temporal de atividade, e dispersão nos picos de atividade de sete espécies de morcegos frugívoros abundantes na Floresta Nacional de Tapajós, Pará, Brasil. Além disso, avaliamos os efeitos da exploração madeireira de impacto reduzido e da fisionomia de habitat (lacunas florestais e locais de dossel fechado) nos padrões temporais de atividade desses morcegos. Em geral, as espécies exibiram padrões de atividade similares, o que resulta em uma sobreposição temporal maior do que a esperada na atividade das espécies. A exploração madeireira de impacto reduzido e a fisionomia florestal tiveram pouco efeito nos padrões de atividades das espécies observadas. A exploração madeireira ora apresentada (2-4 árvores/ha) se propõe a um impacto menor que o associado às quedas naturais de árvores na Amazônia e aparenta não alterar a estrututra dos habitats de forma significativa à atividade das espécies de morcegos aqui estudadas. Consequentemente, não há evidências para acreditar que a exploração madeireira impacto reduzido possua efeitos adversos em espécies abundantes de morcegos frugívoros na Amazônia ou em suas capacidades de continuar a promover a regeneração de áreas degradadas via polinização ou dispersão de sementes.

Keywords: Phyllostomidae; Tapajós, Brazil; behavior; conservation; deforestation; habitat use; sustainable use forest management; temporal overlap

Document Type: Research Article

DOI: http://dx.doi.org/10.1111/j.1744-7429.2008.00485.x

Affiliations: 1: Center for Environmental Sciences and Engineering and Department of Ecology and Evolutionary Biology, University of Connecticut, 3107 Horsebarn Hill Road, Storrs, Connecticut 06269-4210, U.S.A. 2: Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis, Av. Conselheiro Furtado, 1303, Batista Campos, Belém, Pará, Brazil, 66035-350 3: International Institute of Tropical Forestry, USDA Forest Service, Sabana Field Research Station, HC 02 Box 6205, Luquillo, Puerto Rico 00773, U.S.A.

Publication date: May 1, 2009

Related content

Tools

Favourites

Share Content

Access Key

Free Content
Free content
New Content
New content
Open Access Content
Open access content
Subscribed Content
Subscribed content
Free Trial Content
Free trial content
Cookie Policy
X
Cookie Policy
ingentaconnect website makes use of cookies so as to keep track of data that you have filled in. I am Happy with this Find out more